Romênia propõe avanço modesto das renováveis

A proposta romena de Plano de Energia e Clima - que será enviada para a Comissão Europeia - prevê uma fração de 27,9% de renováveis da energia consumida pelo país em 2030, abaixo da meta da União Europeia de 32%.

Foto: divulgação

É uma proposta modesta, já que em 2016 a fração de renováveis no país chegou a 25%. Na projeção do segmento elétrico por exemplo, a fração de 41,6% para 2020 alcança 43,6% em 2025, mas regride para 39,6% em 2030. No segmento de aquecimento e frio, as renováveis que devem responder pela fração de 26,5% em 2020 avançam para 29% em 2025 e alcançam 31,3% em 2030.

No setor de transportes, a União Europeia estabeleceu uma fração obrigatória de 14% para cada país e o plano romeno prevê um crescimento despretensioso de 10% em 2020 para 12,5% superando a meta somente em 2030 com 17,6%. 

Essa falta de ambição repercutiu mal inclusive no país, já que as entidades patronais ligadas ao setor esperavam uma fração de pelo menos 35% em 2030. O plano, que prevê um investimento de 22 bilhões de euros, deve ser entregue a Comissão Europeia no final deste ano.

Shopping Parque da Cidade adota inovação em sistemas de gestão da água
Projeto fortalece posição estratégica do etanol
Transformar cidades em um lugar melhor para viver: o futuro sendo construído hoje
Encontro no Sesc Avenida Paulista discute os caminhos do fotoativismo