MENU
Oleoduto que atravessaria o Canadá é cancelado

A TransCanada, empresa por trás do polêmico oleoduto Keystone XL, anunciou recentemente o cancelamento do projeto de construção do oleoduto Energy East. Se concluído, ele transportaria betume das areias betuminosas da província de Alberta, no lado oeste do Canadá, até a costa atlântica, a mais de 4.500 quilômetros de distância.??

O projeto enfrentava desafios econômicos e ambientais, que vão desde a ameaça aos habitats de baleias até queixas de lobby indevido. Mas o maior problema foi a mudança climática: no mês passado, o governo canadense anunciou que o impacto total das mudanças climáticas do gasoduto - incluindo o petróleo que ele transporta - seria considerado como parte da revisão regulamentar do projeto. As emissões permitidas pelo gasoduto foram estimadas em até 236 milhões de toneladas de CO2. ??

"O que isso mostra é que nós evoluímos muito no nosso relacionamento com o petróleo, mas também em termos de combater as mudanças climáticas e a necessidade de mudar para outras formas de energia. Quando você olha o que está acontecendo em todo o mundo, você vê que os investimentos em combustíveis fósseis são muito menos importantes do que aqueles em energia renovável ", disse David Heurtel, ministro do Desenvolvimento Sustentável, do Meio Ambiente e da Luta contra as Alterações Climáticas daquela provincial.

O cancelamento do gasoduto da Transcanada é o último acontecimento de uma tendência global: os principais projetos de infraestrutura de combustíveis fósseis são cada vez mais uma aposta arriscada.