Parceria entre IDH, Aliança da Terra e Amaggi resulta na produção de 529 mil toneladas de soja

A Iniciativa para o Comércio Sustentável (IDH) e a Aliança da Terra divulgaram os resultados do projeto "Melhorando o desempenho ambiental e social na cadeia de fornecimento de soja no Mato Grosso, Brasil", que tem como parceira comercial a empresa Amaggi. A IDH aportou aproximadamente R$ 1,1 milhão em conjunto com cerca de R$ 1,2 milhão do setor privado. Os resultados finais alcançados são referentes ao período de abril de 2016 a dezembro de 2017.

O projeto apoiou produtores de soja, principais atores da cadeia de fornecimento, que investem em adequações sociais e ambientais, abordam padrões internacionais de sustentabilidade e criam uma produção para atender a demanda.

Foto: divulgação

"Os produtores confiaram na parceria e se comprometeram com um investimento de mais de 339 mil euros (cerca de R$ 1,4 milhão) em adequações socioambientais em suas propriedades, abrangendo a recuperação de matas ciliares equivalentes a quase 400 campos de futebol”, explicou a diretora executiva da Aliança da Terra, Aline Locks.

A iniciativa superou com sucesso as metas de certificação de soja FEFAC Guidelines (Diretrizes da Federação Europeia dos Fabricantes de Rações) previstas para os dois anos do projeto, chegando a 529.490 toneladas de soja FEFAC em 2016 e 2017 (51,28% a mais do que a meta estabelecida para o período) em 181.916 hectares produtivos, representando 34,75% adicionais de área produtiva.

A diretora executiva da IDH no Brasil, Daniela Mariuzzo, destaca a importância da parceria: "Desenvolver modelos inclusivos de produção sustentável no Brasil é essencial para a evolução das boas práticas agrícolas no campo. Essa parceria contribuiu diretamente para entregar resultados ao compromisso da cadeia de valor da soja brasileira com o mercado consumidor europeu, firmado através do Memorando de Entendimento assinado em janeiro de 2017 em Lisboa. E fortalece a adesão as Diretrizes da FEFAC pelos produtores brasileiros, fortalecendo assim nossa agricultura".