RN: CPFL Renováveis inaugura sistemas de abastecimento de água

A CPFL Renováveis, por meio do Projeto Segurança Hídrica, vai inaugurar na quarta-feira (25) três sistemas produtores de água nas comunidades rurais de Umburana, Queimadas e Florêncio José, nos municípios de João Câmara e São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte. A iniciativa tem o intuito de promover o acesso e uso sustentável da água, de modo a contribuir para a convivência com o semiárido a partir da sustentabilidade ambiental e social desses locais.

O objetivo do Projeto Segurança Hídrica é ampliar o acesso a água segura para consumo humano e também para a produção nas áreas rurais, com base em um modelo que integra inovação tecnológica, fortalecimento de capacidades e gestão comunitária do recurso natural mais precioso para a vida humana, que é a água.

                                                                                           Foto: Rony Michaud

"Iniciativas como essas transformam a vida de pessoas. Mesmo em locais urbanos, muitas pessoas não conhecem ou convivem com essas inovações. Portanto, é motivo de satisfação para a CPFL Renováveis prover esse benefício", afirma a gerente de Sustentabilidade Corporativa, Responsabilidade Social e Relações Governamentais, Christiana Costa. 

Nesta etapa de inauguração, o foco será voltado para as três comunidades dos municípios de João Câmara e São Miguel do Gostoso, contemplando 273 famílias (1.365 pessoas). Em Queimadas, por exemplo, o sistema será composto por uma rede de abastecimento com 9 km de extensão, recuperação de um poço profundo, um reservatório de 60 m3, uma microusina solar de 3,24 kwp e um dessalinizador que filtrará 500 litros de água por hora.

Em Umburana, o sistema é composto por uma rede de abastecimento com 6 km de extensão. Está prevista ainda a recuperação de um poço profundo, um reservatório de 30 m3, uma microusina solar de 3,24 kwp e um dessalinizador que filtrará 250 litros de água por hora.

Já em Florêncio José, o sistema implantado contempla a recuperação do poço da comunidade, a instalação de um kit de irrigação para dois hectares e de uma bomba de 7,5 cv. Além disso, conta com a implantação de microusina solar de 3,24 Kwp.