Sabesp utiliza biometano em sua frota

A Sabesp é a primeira empresa do país a produzir biometano exclusivamente a partir do lodo que resulta do tratamento de esgoto, na unidade de Franca, no interior paulista. Na última quinta-feira (5), 19 veículos da companhia começaram a circular com o novo biocombustível.

A produção conta com parceria do Instituto Fraunhofer, da Alemanha, que cedeu o equipamento necessário para converter o biogás resultante do esgoto em biometano. Essa tecnologia remove impurezas do biogás para aumentar a concentração do metano para acima de 96%, atendendo às especificações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para uso veicular.

A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Franca foi equipada com um biodigestor que capta diariamente 2.500 m³ de biogás, capaz de produzir biometano suficiente para substituir 1.500 litros de gasolina. A estimativa é produzir todos os dias biometano suficiente para substituir 1,7 mil litros de gasolina e abastecer cerca de 50 automóveis adaptados com kits GNV.

“A utilização do gás gerado no tratamento de esgotos como combustível veicular resulta em ganhos econômicos e benefícios para a sociedade e o meio ambiente. Isso significa uma redução do consumo de combustíveis fósseis e da emissão de gases de efeito estufa”, avalia a superintendente de Pesquisa e Desenvolvimento da Sabesp, Cristina Zuffo.

Com biogás de aterro sanitário já tem ônibus circulando nas cidades de Sorocaba, Londrina e Florianópolis. O projeto mais bem sucedido até agora é o sistema montado em Recife.