Sabesp utiliza biometano em sua frota

A Sabesp é a primeira empresa do país a produzir biometano exclusivamente a partir do lodo que resulta do tratamento de esgoto, na unidade de Franca, no interior paulista. Na última quinta-feira (5), 19 veículos da companhia começaram a circular com o novo biocombustível.

A produção conta com parceria do Instituto Fraunhofer, da Alemanha, que cedeu o equipamento necessário para converter o biogás resultante do esgoto em biometano. Essa tecnologia remove impurezas do biogás para aumentar a concentração do metano para acima de 96%, atendendo às especificações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para uso veicular.

A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Franca foi equipada com um biodigestor que capta diariamente 2.500 m³ de biogás, capaz de produzir biometano suficiente para substituir 1.500 litros de gasolina. A estimativa é produzir todos os dias biometano suficiente para substituir 1,7 mil litros de gasolina e abastecer cerca de 50 automóveis adaptados com kits GNV.

“A utilização do gás gerado no tratamento de esgotos como combustível veicular resulta em ganhos econômicos e benefícios para a sociedade e o meio ambiente. Isso significa uma redução do consumo de combustíveis fósseis e da emissão de gases de efeito estufa”, avalia a superintendente de Pesquisa e Desenvolvimento da Sabesp, Cristina Zuffo.

Com biogás de aterro sanitário já tem ônibus circulando nas cidades de Sorocaba, Londrina e Florianópolis. O projeto mais bem sucedido até agora é o sistema montado em Recife.

 

Cabify adere ao Pacto Global da ONU
Estudo mostra que leis sobre seguro ambiental precisam de aperfeiçoamento
Ford inicia produção de van elétrica para entrega StreetScooter
Enel vai expandir parque eólico no Brasil