Em parceria com a Alsol, Praia Clube inaugura usina solar fotovoltaica

O Praia Clube inaugurou sua primeira usina fotovoltaica, na última semana de 2018, em Uberlândia (MG). As primeiras 156 placas, instaladas pela Alsol Energias Renováveis, tornaram a academia de musculação do clube autossustentável em energia. O investimento será pago pela economia proporcionada pela energia 100% limpa em menos de seis anos. Cerca de sete toneladas de CO2 deixarão de ser emitidas na atmosfera ao ano e o excedente da energia gerada na usina poderá ser consumido em outras partes do complexo de lazer, que ocupa uma área de 303 mil metros quadrados.

O Praia Clube, reconhecido como um dos maiores clubes da América Latina, aproveitou o telhado da academia de musculação para montar a primeira usina solar do empreendimento. 
 

"A usina solar fotovoltaica é apenas o começo do nosso projeto de expansão no que tange a autossustentabilidade energética. É importante dizer que o investimento será pago pela economia proporcionada pela energia 100% limpa em menos de oito anos. No próximo triênio 2019/2021, faremos novas ações para deixarmos o nosso Praia Clube cada vez mais inserido no conceito de sustentabilidade e energias renováveis. Certamente, estaremos ainda mais envolvidos neste segmento na próxima década", disse o presidente do Praia Clube, Carlos Augusto Braga.

O presidente da Alsol, Gustavo Malagoli, também comentou sobre a parceria: "A potência de 40 kWp instalada é suficiente para manter em funcionamento 127 refletores, 66 esteiras, 79 escadas ergométricas e 140 televisores de 42" por, no mínimo, 8 horas por dia, ao longo de 25 dias."

Votorantim Cimentos aprimora matriz energética com resíduos urbanos
Lixões liberam 6 milhões de toneladas de gases de efeito estufa ao ano
Abetre apresenta cartilha com alternativas para gerenciamento de resíduos
Vendas explosivas da Tesla na Noruega fazem Mercedes viver seu momento Kodak