Fundação SOS Mata Atlântica incentiva restauração em Itu

A Fundação SOS Mata Atlântica realiza até 4 de outubro, juntamente com a Heineken, o processo de inscrição para escolas, instituições e ONGs da região de Itu receberem mudas de árvores nativas da Mata Atlântica. O objetivo da ação é estimular as instituições na elaboração e execução de projetos que aliem educação, mobilização e plantio de mudas em pequenas áreas a serem recuperadas. Serão doadas no total 2.000 mudas - entre 50 e 250 por projeto selecionado. As inscrições devem ser feitas com o preenchimento deste formulário

A iniciativa, que faz parte do projeto Aprendendo com a Mata Atlântica, visa beneficiar ações que envolvam o protagonismo, a empatia, criatividade e o trabalho para engajamento. Uma iniciativa de plantio de mudas também pode ser um processo educativo e é isso que este edital visa encontrar nos projetos.

A região de Itu foi escolhida por estar no raio de abrangência do Centro de Experimentos Florestais SOS Mata Atlântica - Heineken Brasil, base de restauração florestal da ONG onde são produzidas as mudas em um viveiro com capacidade de produção de 750 mil mudas por ano - com cerca de 100 espécies nativas.

O local tem aproximadamente 500 hectares e mais da metade de sua área está em processo de restauração florestal com o plantio de árvores nativas da Mata Atlântica. Hoje, 12 anos depois, já é possível ver um cenário bem diferente, com árvores que já alcançam 10 metros de altura. Lá também são realizadas ações de educação ambiental, mobilização, cursos e capacitação, além de pesquisa em parceria com universidades, restauração florestal e conservação dos recursos naturais.

"A iniciativa surgiu devido à grande demanda que temos recebido para doação de mudas nativas para projetos, em sua maioria, de escolas e instituições, e essa foi uma forma que encontramos de impulsionar e dar visibilidade a essas ações com apoio técnico da SOS Mata Atlântica. Além disso, é fundamental que as atividades de plantio sejam aproveitadas como um momento para despertar o interesse das pessoas pela conservação ambiental", afirma a educadora ambiental da Fundação SOS Mata Atlântica, Kelly De Marchi.

Entre os requisitos para participar da ação está a responsabilização dos candidatos pela abertura dos berços onde as mudas serão plantadas, pelo plantio e manutenção das áreas, bem como pela mobilização de pessoas para a ação. As iniciativas selecionadas serão anunciadas em 15 de outubro. A retirada das mudas acontecerá nos dias 30 e 31 de outubro, quando os responsáveis pelas ações também participarão de uma capacitação para plantio e cuidados pós atividade.

Os projetos deverão ser executados entre 30 de outubro e 10 de novembro, pois as mudas têm um prazo de até 10 dias para serem plantadas após saída do viveiro.

ES: EDP instala posto elétrico em Cachoeiro de Itapemirim
Ternium transforma sucata em aço de qualidade
Metrô de São Paulo abastece estações com água subterrânea
Amazônia, soberania e governança global