HP apresenta plano de impacto sustentável

A HP apresentou na terceira semana de fevereiro seu Plano de Impacto Sustentável, com objetivo de ajudar organizações na América Latina e em todo o mundo a criar uma economia mais eficiente, circular e de baixo carbono. 

A companhia detalhou estratégias para atingir a ambiciosa meta de reciclar 1,2 milhão de toneladas de hardware e suprimentos até 2025 – cinco vezes mais do que hoje – por meio da inovação contínua em todo o seu portfólio de produtos, modelo de comercialização e uma cadeia de suprimentos sustentável com parceiros em toda a América Latina.

Foto: Divulgação

“Na HP, estamos 100% focados em fazer nossa parte para preservar o planeta para as próximas gerações. A fabricação, entrega e uso de produtos requerem uma quantidade substancial de recursos naturais. Com uma das maiores cadeias de fornecimento globais do setor, temos uma oportunidade única de ajudar a acelerar o progresso rumo a uma economia circular global”, afirma o diretor executivo de Sustentabilidade da HP, Nate Hurst.

De 2013 a 2018, a empresa coletou (e reciclou) mais de cinco mil toneladas de produtos e fabricou cerca de 8,2 milhões de impressoras com conteúdo reciclado. As soluções de circuito fechado da HP Brasil em plástico exigem menos energia para produzir do que o plástico virgem e custam de 15 a 32% menos. Em 2018, a impressora HP Ink Tank, fabricada no Brasil, continha 20% de conteúdo reciclado. A meta da HP é atingir 32% de conteúdo reciclado até 2020.

O HP Planet Partners Brazil reciclou 797 toneladas de produtos ano passado. O programa HP Planet Partners está agora disponível em 76 países e territórios em todo o mundo, incluindo oito países da América Latina e Porto Rico.

A HP também anunciou uma nova parceria de troca de cartuchos com a Kalunga para aprimorar o programa de economia circular. É a primeira iniciativa desse tipo no Brasil, permitindo que consumidores se cadastrem para substituição automática de toners e cartuchos de tinta, com desconto de 15%. 

Aeroporto Salvador Bahia pretende economizar 2 milhões de m³ com sistema de reuso
Setor sucroenergético impulsiona economia e preservação do meio ambiente no Triângulo Mineiro
Energia solar fotovoltaica ocupa sétima posição na matriz elétrica brasileira e ultrapassa nuclear
FSC reforça a importância das florestas para o desenvolvimento sustentável