MRV Engenharia inicia projeto de mobilidade compartilhada com carro elétrico

Foi dada a largada para a parceria anunciada final do ano passado, no Salão do Automóvel, entre MRV Engenharia e Renault do Brasil. As duas empresas, que se uniram para um projeto de mobilidade compartilhada, iniciaram no último sábado (19) o projeto com dois veículos elétricos Renault Zoe no Spazio Parthenon, empreendimento da MRV totalmente abastecido por energia solar.

Na primeira etapa do projeto os veículos elétricos ficarão disponíveis no condomínio, em Belo Horizonte, durante três meses para serem utilizados por seus moradores, de forma compartilhada, como uma alternativa aos meios de transporte. O agendamento dos veículos será realizado por meio do aplicativo Renault Mobility.

Foto: Divulgação

Durante este período as empresas irão avaliar perfil de utilização, faixa etária do público interessado no uso, principais destinos, horários de utilização, tempo médio por reserva, nível de satisfação, entre outros dados que orientem a viabilidade econômica, social e ambiental do projeto. Após o período de testes na capital mineira, o projeto irá para outro empreendimento no estado de São Paulo.

O automóvel será recarregado no próprio condomínio, por meio da energia elétrica limpa, gerada pelas placas fotovoltaicas instaladas no Spazio Pathernon. Com a iniciativa, MRV e Renault buscam promover a democratização da energia elétrica solar e o compartilhamento de veículos elétricos no segmento econômico.

"Este modelo de uso compartilhado de veículos já é conhecido em grandes centros mundiais e podemos considerar que será um meio complementar aqueles já disponíveis, sendo uma excelente oportunidade para avaliar experiência de um nicho específico de consumidores", explicou o copresidente da MRV, Rafael Menin.

Link relacionado

Conferência Transporte de Produtos, Logística e Frota Sustentável

Armazenamento Energético em Geração Distribuída
Brasil está em 56º lugar no ranking de iniciativas urbanas sustentáveis
Exportação de produtos florestais alcança US$ 2,8 bilhões no 1º trimestre
Programa que reciclou mais de 50 milhões de garrafas de vidro ganha escala setorial