Patinetes elétricos da Yellow chegam na Avenida Paulista

A Yellow, empresa brasileira de soluções de mobilidade urbana individual, passa a oferecer o serviço de compartilhamento de patinetes elétricos na Avenida Paulista, em São Paulo - primeira cidade a receber o serviço da empresa no Brasil.

Com a novidade a Yellow amplia em 6km² a sua área de atuação de patinetes na capital paulista. “Agora o total é de 21km², espaço um pouco menor que o válido para as bikes, mas a nossa expansão não vai parar por aí. Em breve teremos outras novidades”, disse um dos fundadores da Yellow, Ariel Lambrecht.

Foto: Divulgação

Operação

Para ligar o patinete a pessoa paga R$ 3 + R$ 0,50 a cada minuto de uso, com cartão de crédito ou dinheiro. Os créditos para uso dos patinetes poderão ser comprados em dinheiro em bancas de jornal e lojas, entre outros estabelecimentos parceiros espalhados pela cidade, como lanchonetes, que vão receber o valor em espécie e transferir, na hora, o montante para o app do usuário, como já acontece com as recargas de celular.

Em São Paulo, os patinetes estão disponíveis todos os dias da semana das 6 às 21 horas em um dos 40 pontos privados parceiros. O usuário pode encerrar a corrida em um desses pontos ou em qualquer local da área de atuação, contanto que tome cuidado para não atrapalhar o fluxo de pedestres. No final do dia a Yellow recolhe os patinetes para recarga, manutenção e limpeza. E, na manhã seguinte, os disponibiliza novamente para uso nos pontos privados.

Regulamentação e segurança

A regulamentação para compartilhamento de patinetes elétricos no modelo dockless (sem estações para retirada e devolução) em São Paulo está em desenvolvimento pela Prefeitura de São Paulo. “A Yellow vê com bons olhos o edital de chamamento público aberto no último dia 2 de fevereiro pela prefeitura e enviará a sua proposta”, completa Lambrecht.

Preocupada com a segurança de seus usuários, a Yellow atende todos os requisitos previstos por lei. Seus patinetes possuem buzina, farol noturno, luz indicadora de freio, indicador de velocidade e bateria, freio motor e mecânico. É a única empresa brasileira que tem certificação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para a trava inteligente, um importante diferencial visto que o dispositivo opera por meio de bluetooth. “A gente incentiva o uso do capacete e estamos sempre com ações educativas no app e em nossas redes sociais com o objetivo de conscientizar as pessoas para que usem os patinetes de forma responsável”, completa Lambrecht.

ABB apresenta solução de última geração neutra em CO2
Brasil está em 56º lugar no ranking de iniciativas urbanas sustentáveis
Armazenamento Energético em Geração Distribuída
Programa que reciclou mais de 50 milhões de garrafas de vidro ganha escala setorial