Primeira parceria da ONG Water bate meta anual em apenas oito meses

O Banco da Família, instituição responsável por executar a primeira parceria da Water.org no Brasil, conseguiu ultrapassar a meta anual de distribuição de crédito para saneamento básico em apenas oito meses. Através da iniciativa, que conta com apoio da ONG de Matt Damon, entre janeiro e agosto deste ano a instituição financiou R$1,9 milhão para famílias construírem ou reformarem seus banheiros, fossas ou comprarem equipamentos como caixas d´água, biodigestores, material elétrico, entre outros. Foram mais de 600 pessoas beneficiadas nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. O objetivo do projeto é alcançar o valor de R$24,5 milhões até o final de 2021, melhorando a qualidade de vida de 8,5 mil famílias.

Foto: divulgação

De acordo com o Instituto Trata Brasil, o país registra milhares de casos de internação por diarréia todos os anos (400 mil casos em 2011, sendo 53% de crianças de 0 a 5 anos). Além disso, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) estima que 65% das internações de crianças com menos de 10 anos sejam provocadas por males oriundos da deficiência ou inexistência de esgoto e água tratada. O problema também impacta no desempenho escolar, pois crianças que vivem em áreas sem saneamento básico apresentam rendimento escolar 18% inferior à média.

"A pessoa conviveu tantos anos com o problema do esgoto a céu aberto que às vezes não percebe o absurdo da situação. O papel do agente de crédito é sensibilizar, propor soluções, apoiar e conscientizar essas pessoas de que não é natural que os filhos tenham diarreia três ou quatro vezes por mês. É importante mostrar que este é um problema que impacta no desenvolvimento físico das crianças, afeta a família e toda a comunidade", diz a diretora Administrativa do Banco da Família, Geórgia Schmidt.

O BF Saneamento já era um produto oferecido pelo banco, porém foi reformulado em 2017 após formalização da parceria com a ONG Water.org. Para Erica Comicholi, engenheira Ambiental do BF Saneamento, o maior desafio é o desconhecimento da sociedade sobre as questões de saneamento e, principalmente, quanto isso impacta na vida das pessoas: "Apesar do saneamento ser básico, até hoje, no Brasil, poucas residências têm esgoto tratado, água de qualidade e instalações sanitárias completas e salubres. A escassez de infraestrutura de saneamento é um problema social grave que ainda é pouco discutido", explica Comicholi.

Votorantim Cimentos aprimora matriz energética com resíduos urbanos
Lixões liberam 6 milhões de toneladas de gases de efeito estufa ao ano
Abetre apresenta cartilha com alternativas para gerenciamento de resíduos
Vendas explosivas da Tesla na Noruega fazem Mercedes viver seu momento Kodak