Programa abre edital para selecionar projetos de sustentabilidade

O Programa Compromisso com o Clima lançou edital, na última segunda-feira (22), para captação de projetos que reduzem e/ou removem emissões de gases de efeito estufa. As inscrições são gratuitas e poderão ser submetidas até o dia 20 de maio. A iniciativa tem como propósito unir forças no setor privado, a fim de escalonar projetos de compensação de grandes empresas. As atuais apoiadoras são Itaú, Natura, B3 e Lojas Renner.

Para realizar a compensação, as companhias selecionam projetos que geram créditos de carbono por suas atividades sustentáveis e inovadoras. São projetos variados, que podem atuar com agricultura sustentável, fontes renováveis de energia, substituição de combustíveis fósseis, manejo de resíduos, entre outros. As propostas serão avaliadas e selecionados pelo Instituto Ekos Brasil. 

Foto: Divulgação

"Ao longo de mais de uma década como empresa Carbono Neutro, sabemos que é possível amplificar a efetividade das nossas ações se estivermos ao lado de parceiros com o mesmo objetivo”, disse o gerente de Sustentabilidade da Natura, Keyvan Macedo.

Quem pode se inscrever

Se interessou? O edital prevê alguns requisitos para inscrição dos projetos. Primeiramente, devem estar localizados no Brasil e serem submetidos por pessoas jurídicas, além de se enquadrarem nos padrões de certificação do mercado de carbono.

Atuando na agenda do clima desde 2010, as Lojas Renner, a mais recente a integrar o time de apoiadoras, destaca a importância de Programas como o Compromisso com o Clima: "Conhecendo os desafios da transição para uma economia de baixo carbono, acreditamos que programas como esse facilitam e potencializam as ações de combate às mudanças climáticas", disse o gerente de Ecoeficiência, Eduardo Ferlauto.

Números do último ano

No ciclo 2017-2018, os projetos que participaram do Programa Compromisso com o Clima atingiram números significativos. Foram mais de 573 mil tCO2e (toneladas de Dióxido de Carbono equivalente) de redução de emissões verificadas. Além disso, os projetos selecionados aproveitaram cerca de 31 milhões de quilos de resíduos, mais de 1 milhão e 300 mil litros de água limpa deixaram de ser utilizados, e 3.355 hectares de floresta foram preservados.

“Trazer outras empresas para protagonizar os esforços rumo a uma economia mais verde, inclusiva e sustentável nos motiva ainda mais. Acreditamos que esta é uma preocupação de toda a sociedade e convidamos outras empresas e setores a conhecerem a iniciativa e seguir conosco”, reflete a superintendente de Sustentabilidade e Negócios Inclusivos do Itaú Unibanco, Luciana Nicola. 

Bike Itaú incentiva economia de CO2 na semana da mobilidade
Empreendedores investem em placas fotovoltaicas para reduzir custos com energia elétrica
Veracel usa bagaço de cana como alternativa para gerar energia
Renner utiliza energia solar para abastecimento de lojas