Renner utiliza energia solar para abastecimento de lojas

Quatro unidades das Lojas Renner, no Rio de Janeiro, estão sendo abastecidas com energia solar fotovoltaica. A operação obedece às normativas da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para a chamada geração distribuída. Nesta modalidade, um micro ou minigerador injeta na rede de distribuição o volume produzido e recebe créditos para ter acesso à energia fornecida pela empresa distribuidora.

A fazenda solar localizada no município de Vassouras, a 120 quilômetros da capital fluminense, foi construída e é operada por um empreendedor parceiro. O espaço possui 4 mil painéis fotovoltaicos, que produzem em média 1,8 mil megawatts/hora/ano (MWh/ano), com 1,32 megawatts (MW) de potência.

Foto: Divulgação

As metas, anunciadas no ano passado, incluem o suprimento de 75% do consumo corporativo de energia a partir de fontes renováveis de baixa emissão (podendo ser solar, eólica, pequenas centrais hidrelétricas, biomassa etc) e a redução de 20% das emissões de dióxido de carbono (CO2) em relação ao inventário de 2017.

"Com esta iniciativa, pretendemos aprofundar o conhecimento sobre o modelo e replicar a boa prática em outras lojas e também para os fornecedores de nossa cadeia produtiva, com o objetivo de incentivar e fomentar as premissas da sustentabilidade", explica a diretora de Operações da Lojas Renner, Fabiana Taccola.

De acordo com a Aneel, existem 2.474 centrais de energia solar em operação no Brasil, com potência fiscalizada de 2,1 mil MW, o que representa 1,27% do parque gerador brasileiro.

Ternium transforma sucata em aço de qualidade
ES: EDP instala posto elétrico em Cachoeiro de Itapemirim
Metrô de São Paulo abastece estações com água subterrânea
Amazônia, soberania e governança global