Setor sucroenergético impulsiona economia e preservação do meio ambiente no Triângulo Mineiro

O setor sucroenergético tem relevante papel na economia do Triângulo Mineiro, sendo grande responsável pela preservação do meio ambiente, segundo levantamento feito pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE-MG), em parceria com a Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (SIAMIG). Atualmente, 28% dos estabelecimentos industriais presentes nos onze municípios selecionados para o estudo estão relacionados com a atividade sucroenergética.

Foto: Divulgação

A pesquisa mostra que o estado representa 9% do total de usinas e capacidade instalada de moagem do país. Ao todo, o Brasil possui 370 usinas, 34 delas presentes em 26 munícipios de Minas Gerais e 20 unidades no Triângulo Mineiro. A produção de cana ocupa uma área de 950 mil hectares plantados no estado.

Na safra 2017/18 foram produzidos 641 milhões de toneladas de cana-de-açúcar no Brasil, 2,708 bilhões de litros de etanol e 4,2 milhões de toneladas de açúcar no período. Além de ser o terceiro maior produtor do país (11% do mercado), Minas também se destaca na exportação de açúcar bruto, com 13,1% do mercado. Em 2016, 12 cidades mineiras comercializaram o produto, representando 9,1% do total exportado pelo país.

O setor tem importante contribuição para a redução das emissões de gases do efeito estufa e combate as mudanças climáticas. Em 2017, 89,2% da bioeletricidade gerada pelo país esteve concentrada em cinco estados: São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais e Paraná. Minas, que ocupa a 4ª posição, foi responsável pela geração de 2,7 GWh de bioenergia, equivalentes a 10,3% do total no período.

Link relacionado

Conferência Biogás & Biometano

 

Tecpar busca parceiros para estimular pesquisa e desenvolvimento
EDP inaugura mais um posto de recarga para veículos elétricos no Espírito Santo
Novo estudo mostra que restauração em larga escala já está acontecendo na Mata Atlântica
L´Oréal Brasil e Engie firmam parceria para uso exclusivo de energia renovável