SP: Faber-Castell instala sistema de reuso na fábrica de São Carlos

A Faber-Castell acaba de iniciar o projeto que realiza a ultrafiltração dos efluentes sanitários na fábrica de São Carlos (SP). A expectativa da companhia é reduzir 60% de descartes de efluentes na rede pública de esgoto. O projeto de tratamento reduz o impacto ambiental da empresa reafirmando seu compromisso com o meio ambiente, além de otimizar custos operacionais.

Os efluentes sanitários tratados com o novo sistema de ultrafiltração, têm duas frentes de uso na fábrica: para infiltração no solo, o que beneficia o abastecimento e manutenção do lençol freático, além do reuso da água não potável para limpeza de ruas, conservação de jardins, abastecimento do caminhão bombeiro, entre outras atividades. Os efluentes tratados para reuso ficam reservados em lagoa preparada especificamente para essa finalidade, inclusive engloba a criação de peixes atestando a qualidade do processo de tratamento.

Foto: Divulgação

A próxima etapa do projeto, em estudo, será para utilização dos efluentes em processos produtivos da fábrica como, por exemplo, uso em caldeiras, torres de resfriamento e futuramente em sistemas hidráulicos prediais.

"Nossa expectativa é a redução de 60% dos descartes de efluentes na rede pública de esgoto. Além disso, teremos uma economia financeira de aproximadamente 60% com esse novo sistema de reuso de efluentes, garantindo mais rentabilidade para nossa operação na fábrica", explica o diretor presidente da Faber-Castell, Marcelo Tabacchi.

O novo sistema de tratamento foi um projeto idealizado pela área de Sustentabilidade da Faber-Castell e implantado pela empresa Tigre Água e Efluentes (TAE), que desenvolve projetos customizados e modulares para tratamento e reutilização de água.

"Além dos benefícios ambientais e financeiros obtidos com a redução dos efluentes descartados sem tratamento e dos custos com aquisição de água, a forma customizada do nosso sistema permite uma implementação sem grandes alterações na estrutura da empresa, já que o equipamento possui dimensões reduzidas", destaca o diretor geral da TAE, Cleber Genero.

A fábrica da Faber-Castell de São Carlos ocupa posição de destaque dentre as instalações de produção da companhia em todo o mundo, sendo a maior subsidiária que produz cerca de 2,5 bilhões de EcoLápis de madeira, por ano, tornando-a líder mundial no setor.

Link relacionado:

Conferência Novas Tecnologias para Tratamento de Esgotos e Efluentes

FSC como instrumento para a conservação da biodiversidade
Shopping Anália Franco instala sistema de reuso de água
ABB apresenta fábrica neutra em CO2 na Alemanha
Armazenamento Energético em Geração Distribuída