Tecpar busca parceiros para estimular pesquisa e desenvolvimento

O Parque Tecnológico do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) em Maringá é mais um instrumento de estímulo a investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) fomentado pelo governo do estado. O edital de qualificação de empresas interessadas, aberto até 31 de julho, estabelece projetos de cooperação em conjunto com o instituto para as companhias que se instalarem no local.

O chamamento público é o primeiro passo do processo para a instalação das empresas no parque tecnológico do Tecpar, em Maringá. É uma etapa de pré-qualificação, na qual podem se candidatar pessoas jurídicas de base tecnológica, nacionais ou estrangeiras, isoladamente ou em consórcio.

O diretor-presidente da Paraná Desenvolvimento, Eduardo Bekin, destaca que o parque tecnológico do Tecpar é uma das iniciativas do governo para atrair empresas ao Paraná, assim como o programa Paraná Competitivo, administrado pela APD. “O Brasil tem uma taxa de investimento em P&D abaixo da média mundial e um parque tecnológico pode ser um estímulo extra à inovação. É um instrumento que, somado ao Paraná Competitivo, por exemplo, pode fomentar mais negócios inovadores no Paraná”, salienta Bekin.

O programa Paraná Competitivo tem o objetivo de inserir o estado na agenda dos investimentos locais, nacionais e internacionais e contempla uma série de medidas, como a dilação de prazos para recolhimento do ICMS, incentivos para melhoria da infraestrutura, comércio exterior, desburocratização e de capacitação profissional, com objetivo de tornar o Paraná mais atrativo para novos empreendimentos.

De acordo com o diretor-presidente do Tecpar, Fabio Cammarota, o parque tecnológico é um direcionamento para que, em longo prazo, o espaço seja usado para o crescimento industrial, empresarial e de capital humano da região. Nosso objetivo é que este parque tecnológico seja referência na área de inovação para o país e um propulsor para a economia regional.

Parque tecnológico

Em um primeiro momento, as empresas interessadas em se instalar participam de uma pré-qualificação. Em seguida, o Tecpar avalia quais foram qualificadas para que, então, iniciem o processo de instalação.

O Parque Tecnológico do Tecpar em Maringá terá 100 mil metros quadrados e irá oferecer aos investidores serviço de segurança e vigilância; jardinagem e paisagismo, manutenção; limpeza e conservação das vias públicas; prédios e instalações de uso comum e compartilhado; coleta de resíduos sólidos; refeitório de uso compartilhado; e área para eventos e treinamentos.

Planta do parque tecnológico do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) em Maringá.

 

Bike Itaú incentiva economia de CO2 na semana da mobilidade
Empreendedores investem em placas fotovoltaicas para reduzir custos com energia elétrica
Veracel usa bagaço de cana como alternativa para gerar energia
Renner utiliza energia solar para abastecimento de lojas