Undesa lança ferramenta para compartilhar soluções em água e energia

Água e energia são assuntos interconectados e cruciais para a Agenda 2030 da ONU. No Brasil a disponibilidade de água tem ligação direta com boa parte da geração de energia, uma vez que a fonte hidráulica responde por cerca de 70% do suprimento nacional de eletricidade. Ao mesmo tempo, o processo de tratamento e fornecimento de água potável é altamente dependente de eletricidade. Mesmo considerando as demais fontes de geração, o uso de recursos hídricos é intensivo em 90% da geração elétrica mundial; 1 bilhão de pessoas no mundo não têm acesso a eletricidade; e 2,1 bilhões de pessoas não dispõem de água potável em casa.

A correlação entre água, energia e desenvolvimento sustentável foram os pontos em comum nos discursos dos representantes da Itaipu Binacional e do Departamento de Desenvolvimento Econômico e Social das Nações Unidas (Undesa), durante o lançamento da plataforma Rede de Soluções Sustentáveis em Água e Energia, na Conferência das Partes (COP), no início de dezembro, em Katowice, na Polônia.

Foto: Página Sustentável

A Rede é consequência de uma parceria firmada entre as duas instituições em março. A iniciativa passa a contar com uma plataforma para compartilhar conhecimentos e boas práticas. 

“A próxima década é uma janela de oportunidade para a comunidade internacional atuar nessas questões e promover avanços significativos. Nesse cenário, a abordagem integrada dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 6 e 7 é uma ferramenta poderosa e Itaipu é um exemplo disso, como pude testemunhar pessoalmente no último mês de maio [quando esteve na usina]”, disse o subsecretário geral das Nações Unidas para a Undesa, Liu Zhenmin.

A proposta da Rede é atrair outras organizações, governos ou empresas que trabalhem com essa abordagem integrada entre água e energia. Para aderir à plataforma, a Undesa solicita estudos de caso sobre as práticas dos interessados. Após análise, os relatórios serão disponibilizados no site da Rede de Soluções Sustentáveis em Água e Energia. 

Votorantim Cimentos aprimora matriz energética com resíduos urbanos
Lixões liberam 6 milhões de toneladas de gases de efeito estufa ao ano
Abetre apresenta cartilha com alternativas para gerenciamento de resíduos
Vendas explosivas da Tesla na Noruega fazem Mercedes viver seu momento Kodak