Renováveis na Alemanha passam o carvão

As fontes eólica, solar, hídrica e biomassa abasteceram 40% da energia elétrica usada na Alemanha em 2018. Superaram os 39% gerados a partir do até então hegemônico carvão. Um aumento de quase 20% da capacidade solar, o fechamento de algumas plantas antigas à carvão e o tempo mais ameno, ajudaram as renováveis a se tornarem as líderes na geração elétrica alemã.

As fontes renováveis estão prontas para um futuro ainda mais intenso na maior economia da Europa - já que o país se esforça não apenas para encerrar plantas à carvão, mas também nucleares. Uma comissão foi instalada para estabelecer um plano de fechamento da maior planta elétrica a combustível no mundo e os resultados devem sair ainda em fevereiro deste ano. 

Foto: Página Sustentável

 

Tecpar busca parceiros para estimular pesquisa e desenvolvimento
L´Oréal Brasil e Engie firmam parceria para uso exclusivo de energia renovável
EDP inaugura mais um posto de recarga para veículos elétricos no Espírito Santo
Novo estudo mostra que restauração em larga escala já está acontecendo na Mata Atlântica