Romênia propõe avanço modesto das renováveis

A proposta romena de Plano de Energia e Clima - que será enviada para a Comissão Europeia - prevê uma fração de 27,9% de renováveis da energia consumida pelo país em 2030, abaixo da meta da União Europeia de 32%.

Foto: divulgação

É uma proposta modesta, já que em 2016 a fração de renováveis no país chegou a 25%. Na projeção do segmento elétrico por exemplo, a fração de 41,6% para 2020 alcança 43,6% em 2025, mas regride para 39,6% em 2030. No segmento de aquecimento e frio, as renováveis que devem responder pela fração de 26,5% em 2020 avançam para 29% em 2025 e alcançam 31,3% em 2030.

No setor de transportes, a União Europeia estabeleceu uma fração obrigatória de 14% para cada país e o plano romeno prevê um crescimento despretensioso de 10% em 2020 para 12,5% superando a meta somente em 2030 com 17,6%. 

Essa falta de ambição repercutiu mal inclusive no país, já que as entidades patronais ligadas ao setor esperavam uma fração de pelo menos 35% em 2030. O plano, que prevê um investimento de 22 bilhões de euros, deve ser entregue a Comissão Europeia no final deste ano.

Tecpar busca parceiros para estimular pesquisa e desenvolvimento
Giovani Vitória Machado é o novo diretor da EPE
EDP inaugura mais um posto de recarga para veículos elétricos no Espírito Santo
L´Oréal Brasil e Engie firmam parceria para uso exclusivo de energia renovável