Índice de reciclagem de papel atinge nível recorde de 66,2%

O setor de árvores plantadas é um dos mais sustentáveis do mundo e se destaca como um dos que mais recicla no Brasil e no mundo. Em 2017, o índice de recuperação de papel foi recorde de 66,2%, o que equivale a 5 milhões de toneladas que retornam ao processo produtivo. A ampliação desse índice vem em linha com os esforços dentro da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) do Governo Federal.

O papel é um produto biodegradável com decomposição natural. Além disso, no Brasil, 100% da produção de papel, incluindo os de embalagens, tem origem nas árvores plantadas, com ciclo de colheita e plantio anual, em um processo renovável e sustentável, para conservar a biodiversidade por meio de técnicas como o plantio em mosaicos, no qual árvores para fins industriais se intercalam com as naturais. Na indústria, a cadeia produtiva investe na destinação correta dos resíduos sólidos, reaproveitamento e reciclagem. Por isso, a indústria tem um histórico bastante positivo em logística reversa visando à redução de resíduos secos recicláveis nos aterros sanitários, com fortes investimentos em práticas sustentáveis, algo que impacta toda a cadeia produtiva, das florestas aos produtos que chegam ao mercado.

Link relacionado:

Conferência Logística Reversa e Gerenciamento de Resíduos