Alunos da FEI desenvolvem estudo para tratamento de águas poluídas utilizando casca de laranja

Formandos do curso de Engenharia Química do Centro Universitário FEI elaboraram projetos sustentáveis de conclusão de curso. Um dos trabalhos visa tratar os efluentes contaminados por metais pesados (o que pode ser extremamente prejudiciais aos recursos hídricos). Para isso, os alunos apresentaram um método de tratamento realizado a partir da utilização da casca da laranja, fruta muito produzida no Brasil e que possui alta capacidade adsorvente (união de uma molécula de um fluído a uma superfície sólida).

O trabalho dos alunos tem como principal objetivo a busca de novas formas de tratamento para um dos mais graves contaminantes dos nossos recursos hídricos, efluentes contaminados com metais pesados provenientes do processo de galvanoplastia.

Créditos/Foto: Divulgação

Os alunos utilizaram uma maneira menos agressiva para o tratamento deste efluente, utilizando, para adsorção dos metais pesados, a casca de laranja. A fruta gera uma quantidade enorme de material orgânico e, a partir desta casca, foram feitos processos de secagem e trituração com o intuído de verificar a viabilidade de aplicação. Obteve-se uma média de 85% de adsorção dos metais pesados contidos inicialmente.

Energia Solar Fotovoltaica e Biodiesel

Além do projeto para tratamento de efluentes, os alunos também desenvolveram trabalhos que buscam uma refrigeração mais sustentável, utilizando a energia solar como fonte de energia e a reutilização de óleo residual para a produção de biodiesel.

O trabalho consiste no estudo da refrigeração por adsorção de uma maneira sustentável, ou seja, sem a utilização de energia elétrica ou energia suja utilizando energia solar como fonte de calor. Foram realizadas pesquisas das propriedades e características de alguns pares adsorventes, sendo proposto, como adsorvente o carvão ativado e como adsorvato o etanol anidro.

O sistema não pode ser usado de forma complementar em refrigeradores, que já estejam em uso doméstico. No entanto, este processo de refrigeração sustentável pode ser complementar para resfriar até certo ponto com a refrigeração sustentável e depois, se for o caso, continuar a refrigeração com um sistema de compressão por exemplo.

A análise técnica da produção do biodiesel a partir do óleo de fritura residual propôs a reutilização do óleo de cozinha residual para a produção de produtos rentáveis no mercado, no caso, o biodiesel. Foi utilizado o óleo de cozinha de soja, coletado em um restaurante em São Paulo para realizar o projeto. Os resultados do estudo comprovaram que o biodiesel produzido a partir do óleo de fritura possui alto rendimento e valor agregado no mercado.

Cabify adere ao Pacto Global da ONU
Estudo mostra que leis sobre seguro ambiental precisam de aperfeiçoamento
Enel vai expandir parque eólico no Brasil
Pirlimpimpim?