China cumpre sua meta de emissões para 2020 bem antes do tempo

O ministro chinês Xie Zhenhua, o mais alto oficial climático do país, disse ontem que a meta climática chinesa para 2020 foi atingida no ano passado. A emissão por unidade de produção caiu 46% em comparação com 2005. A crise provocada pela poluição nas grandes cidades chinesas pelas térmicas a carvão fez com que o governo declarasse guerra à poluição e começasse a coibir a geração a carvão. Pelo menos até 2016, com a economia chinesa esfriando, o consumo de carvão diminuiu. No ano passado, com a economia se reaquecendo, a China viu seu consumo de carvão subir novamente, mas ainda longe dos níveis de há cinco anos. Assim, o PIB cresceu mais que a queima de carvão, e o ministro pode se gabar de ter antecipado em três anos um dos compromissos climáticos assumidos pelo país. Ao mesmo tempo, nas grandes cidades, a poluição caiu a 1/3 do pico de há quatro anos. Nelas, além da redução drástica da queima de carvão, o governo implantou restrições à circulação de carros. Informações mais técnicas sobre o feito chinês podem ser encontradas nos 2 últimos links abaixo.

Fonte: ClimaInfo

https://www.reuters.com/article/us-china-climatechange-carbon/china-meets-2020-carbon-target-ahead-of-schedule-xinhua-idUSKBN1H312U

https://www1.folha.uol.com.br/ambiente/2018/03/quatro-anos-depois-de-declarar-guerra-a-poluicao-china-esta-vencendo.shtml

https://epic.uchicago.edu/sites/default/files/technical_support%20030118.pdf

https://epic.uchicago.edu/sites/default/files/UCH-EPIC-AQLI_Update_8pager_v04_Singles_Hi%20%282%29.pdf

Tetra Pak apresenta websérie sobre histórias de vida daqueles que atuam com reciclagem no país
Agricultura brasileira e redução dos gases de efeito estufa
A biomassa de cana quebra paradigmas
Cabify adere ao Pacto Global da ONU