Copenhague é sede da Conferência Ministerial de Energia Limpa

A nona edição da Conferência Ministerial de Energia Limpa (CEM9), será realizada em Copenhague (Dinamarca), na próxima quinta-feira (24). Ministros de energia e líderes governamentais dos 25 membros do CEM (24 países, incluindo o Brasil e Comissão Europeia) se reúnem com alguns dos mais proeminentes executivos e líderes formadores de opinião do mundo para impulsionar a implantação de tecnologias limpas para fazer a transição para uma economia competitiva e inovadora de baixo carbono.

A Conferência Ministerial de Energia Limpa (CEM) é um fórum global criado para promover políticas e programas que promovam tecnologias de energia limpa, compartilhar lições aprendidas e melhores práticas. A conferência foi lançada na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas em Copenhague, dezembro de 2009, quando o Secretário de Energia dos EUA, Steven Chu, anunciou que iria sediar a primeira Reunião Ministerial sobre Energia Limpa para juntar os ministros responsáveis por tecnologias de energia renovável das principais economias do mundo e ministros de um seleto número de países menores que estão liderando em várias áreas de energia limpa.

Crédito/Foto: Página Sustentável

As áreas de foco do CEM abrangem três metas globais: melhorar a eficiência energética, aumentar o fornecimento de energia limpa e expandir o acesso à energia renovável. As iniciativas baseiam-se em Planos de Ação de Tecnologia que foram divulgados pela Parceria Global do Fórum das Maiores Economias em dezembro de 2009, que apresentou as melhores práticas para a ação em áreas-chave da tecnologia.

O trabalho acontece em três eixos: diálogo político, que ajuda a promover a colaboração internacional para acelerar a adoção de políticas e práticas de energia limpa; o envolvimento público-privado, que fortalece a cooperação entre a indústria, o governo e a sociedade civil necessária para aumentar a energia limpa em todo o mundo; iniciativas e campanhas de energia limpa orientadas para a ação.

O CEM antecede a reunião Ministerial sobre Ação Climática (MoCA), na Bélgica, e dos Diálogos de Petesburgo, na Alemanha, em junho. Em ambos, espera-se que os países aumentem as expectativas para o Diálogo de Talanoa da COP24.