Rio Grande do Sul tem quatro escolas públicas abastecidas com energia fotovoltaica

A Escola Estadual de Ensino Médio José Luchese, localizada no município de Lagoa Bonita do Sul, região Centro Serra do Vale do Rio Pardo, se tornou a primeira escola do Rio Grande do Sul a receber energia solar. O estado, em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a ONG Winrock Internacional (WI), expandiu recentemente a energia solar fotovoltaica para mais três escolas públicas, através do projeto Nossas Comunidades Rurais que teve início em dezembro.

O trabalho faz parte do Programa Alcançando a Redução do Trabalho Infantil pelo Suporte à Educação (Arise), por meio da realização de oficinas no contraturno escolar, visando contribuir para a erradicação do trabalho infantil nas lavouras de tabaco da região Centro-Serra do RS. O Programa tem como objetivo inspirar novas oportunidades para as crianças e jovens e, por consequência, para toda a comunidade envolvida.

Crédito/Foto: Divulgação

O projeto piloto, realizado com a instalação de painéis solares na escola Escola José Luchese, em 2016, obteve êxito em todas as etapas e por isso se mostrou a opção adequada para prover a sustentabilidade financeira ao Programa Arise. A parceria foi viabilizada com o investimento social e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria de Educação, com o Programa Escola Melhor, Sociedade Melhor.

Considerada como a primeira oficina autossustentável do Programa Arise, o projeto já foi reconhecido com premiações importantes, entre elas a de primeira escola pública com o Selo Verde no Brasil. Recentemente, quatro das 22 escolas participantes do Programa, tiveram trabalhos premiados no 1º Prêmio Ministério Público do Trabalho (MPT) na Escola, que compõe o Eixo Educação do "Resgate a Infância", projeto focado no combate ao trabalho infantil. O concurso cultural trabalhou o tema em escolas do Ensino Fundamental de 20 Municípios gaúchos, envolvendo mais 12 mil estudantes.

As três novas escolas com energia solar e com a garantia da manutenção das oficinas extraclasse são: Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Jovino Fiuza, de Arroio do Tigre, EMEF Geralcino Dornelles, de Sobradinho, e EMEF Luiz Augusto Colombelli, de Ibarama.

Link relacionado:

Conferência Novas Tecnologias de Geração Fotovoltaica, 3a. edição