MENU
Suíça testa seu mercado financeiro para checar adequação às mudanças climáticas

O Escritório Federal Suíço para o Meio Ambiente e a Secretaria de Estado para Assuntos Financeiros Internacionais da Suíça divulgaram esta semana um relatório com os resultados do exercício de avaliação das carteiras de fundos de pensão suíços e companhias de seguros em relação a sua compatibilidade com as mudanças climáticas.

Desde abril de 2017, todos os fundos de pensão suíços e companhias de seguros foram convidados a ter suas carteiras de títulos de capital e de negócios testadas voluntariamente, de forma anônima e gratuita, por sua compatibilidade com o objetivo de 2 ° C. O convite foi aceito por 79 fundos de pensão e companhias de seguros, que juntos administram cerca de dois terços dos ativos do mercado suíço.

Para reconhecer esses riscos em um estágio inicial, a Força-Tarefa liderada pela indústria sobre Divulgação Financeira Relacionada ao Clima (TCFD), criada pelo Conselho Internacional de Estabilidade Financeira, recomenda que as empresas façam análises de cenários de 2 °C. Ao participar dos testes de alinhamento climático, muitas companhias de seguros suíças e fundos de pensão já implementaram uma recomendação-chave do TCFD, de acordo com o governo suíço.

As decisões de investimento do mercados financeiros têm uma grande influência sobre as futuras emissões de gases de efeito estufa, enquanto as mudanças climáticas representam riscos consideráveis ??para os mercados financeiros. Podem ocorrer perdas significativas em determinados setores, já que os planos de produção e investimento podem ser forçados a sofrer ajustes repentinos e inesperados no futuro se uma transição suave não for realizada.