Alternativa de trânsito em São Paulo: patinetes elétricos

Inspirados no modelo americano, os sócios, Marcelo, Paula e Guilherme trouxeram a tecnologia para o Brasil: app da Ride – startup de mobilidade urbana - que aluga patinetes elétricos por um valor acessível.

Desenvolvidas especialmente para a operação de compartilhamento em uma cidade como São Paulo, os Patinetes Ride são exclusivos: não poluem, são silenciosos, atingem até 20 km/h e ocupam menos espaço que um carro ou uma bicicleta. Podem transitar em ciclovias, ciclofaixas e, quando necessário, até em calçadas.

A partida começa com R$2,50 e depois R$0,50 centavos o minuto. Os patinetes são rastreadas por GPS em tempo real e são recolhidas todas as noites por funcionários da empresa, para que sejam recarregados - o gasto de energia de cada equipamento é equivalente ao necessário para carregar um computador pessoal.

Patinetes elétricos da Yellow chegam na Avenida Paulista
Uberlândia coloca em operação o primeiro sistema de armazenamento em larga escala integrado com usina fotovoltaica
PLD cai em todos os submercados
Abelhas: o agronegócio precisa de polinizadoras