Expansão do biodiesel ao diesel pode ser ampliada em 15%

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) sugeriu, na última semana de outubro, a expansão da adição obrigatória de biodiesel ao óleo diesel comercializado no Brasil de maneira gradual e progressiva. Pela primeira vez, a mistura do biodiesel ao diesel terá um cronograma previsível por vários anos seguidos.

Foto: divulgação

A proposta do CNPE estabelece que a adição de biodiesel cresça um ponto percentual ao ano, passando do atual patamar de 10% (mistura B10) para 11% (mistura B11) em junho de 2019. Sucessivamente, a ampliação será feita até março de 2023, quando todo o diesel comercializado ao consumidor final conterá 15% de biodiesel. A evolução está condicionada à conclusão e resultados dos testes determinados.

A estimativa é que a produção do biodiesel passe de 5,4 para mais de 10 bilhões de litros anuais, entre 2018 e 2023. Esse crescimento representa um aumento de 85% da demanda doméstica, o que deve consolidar o Brasil como um dos maiores produtores de biodiesel no mundo.

Votorantim Cimentos aprimora matriz energética com resíduos urbanos
Lixões liberam 6 milhões de toneladas de gases de efeito estufa ao ano
Abetre apresenta cartilha com alternativas para gerenciamento de resíduos
Vendas explosivas da Tesla na Noruega fazem Mercedes viver seu momento Kodak