Parceria russo-finlandesa investe em renováveis

FotoO fundo de investimentos que reúne a russa Rusnano e a finlandesa Fortum começará a instalar a segunda fase do projeto de 1GW, adquirido no leilão russo em junho de 2017. A segunda etapa contempla um projeto de 200 MW que vai produzir energia renovável já na primeira metade de 2019.

Foto: Página Sustentável

O fundo venceu novo leilão e conseguiu o direito de construir mais 823 MW de eólica. A Fortum, sozinha, conseguiu 110 MW de energia solar.

O avanço das renováveis na Rússia, grande produtor de petróleo e gás, mostra que as renováveis alcançaram plena competitividade mesmo em ambiente pouco favorável. 

Aeroporto Salvador Bahia pretende economizar 2 milhões de m³ com sistema de reuso
FSC reforça a importância das florestas para o desenvolvimento sustentável
Setor sucroenergético impulsiona economia e preservação do meio ambiente no Triângulo Mineiro
Energia solar fotovoltaica ocupa sétima posição na matriz elétrica brasileira e ultrapassa nuclear